Cripto Arena https://www.criptoarena.com.br Notícias sobre o criptomoedas e tokens Thu, 22 Nov 2018 20:33:11 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.9.8 Binance registra 40.000 novos usuários após estreia em Uganda; Bitcoin e ethereum já podem ser negociados https://www.criptoarena.com.br/noticias/binance-registra-40-000-novos-usuarios-apos-estreia-em-uganda-bitcoin-e-ethereum-ja-podem-ser-negociados/ https://www.criptoarena.com.br/noticias/binance-registra-40-000-novos-usuarios-apos-estreia-em-uganda-bitcoin-e-ethereum-ja-podem-ser-negociados/#respond Fri, 02 Nov 2018 19:33:17 +0000 https://portaldobitcoin.com/?p=23292

A exchange de criptomoedas Binance, uma das maiores do mundo, registrou 40.000 novos usuários em sua nova plataforma em Uganda, na África Oriental, somente na primeira semana de atividade, reportou a Coindesk nesta quinta-feira (01). O resultado, contudo, não surpreende, visto que a cada quatro cidadãos ugandenses pelo menos três não possuem conta em instituições […]

O post Binance registra 40.000 novos usuários após estreia em Uganda; Bitcoin e ethereum já podem ser negociados apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

]]>

(Foto: weesam2010/Flickr)

A exchange de criptomoedas Binance, uma das maiores do mundo, registrou 40.000 novos usuários em sua nova plataforma em Uganda, na África Oriental, somente na primeira semana de atividade, reportou a Coindesk nesta quinta-feira (01).

O resultado, contudo, não surpreende, visto que a cada quatro cidadãos ugandenses pelo menos três não possuem conta em instituições financeiras. No entanto, o número pode ser bastante expressivo se for considerado o momento atual da criptoeconomia que permanece estagnado.

Esses primeiros resultados sugerem, segundo o site, um forte apetite entre os ugandenses sem conta bancária pela compra de bitcoin (BTC) e ethereum (ETH), duas das mais importantes criptomoedas do mercado.

Elas já estão listadas em pares com a moeda local, o xelim ugandês (UGX), além de seu token nativo BNB.

No tweet que anunciava a inauguração da nova subsidiária para 24 de outubro, a empresa mostrou-se bastante empolgada.

“A espera acabou! Binance Uganda vai abrir negociação para BTC/UGX, ETH/UGX em 24/10/2018”.

‘A espera acabou’ é porque a empresa já havia anunciado há quatro meses a abertura da bolsa em Uganda. Durante o período, a exchange distribuiu tokens BNB para os primeiros que se cadastraram.

A plataforma de Uganda é parceira de um provedor local de pagamentos móveis que converterá fiat em criptomoeda e vice-versa.

O novo parceiro da Binance pediu à Coindesk que não divulgasse seu nome devido a preocupações com a gestão de grandes quantidades de dinheiro.

Wei Zhou, diretor financeiro da Binance, disse à reportagem:

“[Os novos usuários ugandenses] eles só precisam ter dinheiro dentro do sistema de pagamento móvel. Eles não precisam ter contas bancárias”.

Os possíveis novos clientes da Binance passam agora pela fase de identificação e conhecimento do usuário (KYC) e terão que apresentar seus documentos de identidades emitidos pelo governo de Uganda.

Outras virão

Kwame Rugunda, presidente da Associação Blockchain de Uganda e cofundador do grupo Crypto Savannah, disse à reportagem que desde que a Binance foi anunciada no país várias outras bolsas globais começaram a entrar em contato com os órgãos reguladores locais.

Antes, os ugandenses que queriam negociar criptomoedas dependiam, em grande parte, de intercâmbios entre pares, como o da LocalBitcoins ou o da exchange do Zimbabué, Golix, por exemplo.

O executivo da Binance também revelou à reportagem que a empresa está procurando contratar funcionários para atuarem nos novos projetos, visto a iminente expansão de subsidiárias similares em 2019 para o Quênia, Nigéria e África do Sul.“Uganda é o nosso pontapé inicial para alcançar outros mercados africanos”, disse Zhou.

Anunciado pelo CEO Changpeng Zhao em 22 de abril, CZ, com assim é conhecido disse que o projeto buscava “apoiar a transformação econômica” do país “e o emprego da juventude através do blockchain”.

Em compensação, um estudo da Poverty Assessment de 2016, do Banco Mundial, mostrou que o desenvolvimento econômico do país tem evoluído a passos largos.


]]>
https://www.criptoarena.com.br/noticias/binance-registra-40-000-novos-usuarios-apos-estreia-em-uganda-bitcoin-e-ethereum-ja-podem-ser-negociados/feed/ 0
EUA: Coinbase vai poder custodiar bitcoin, bitcoin cash, ethereum, litecoin e ripple https://www.criptoarena.com.br/noticias/bitcoin/eua-coinbase-vai-poder-custodiar-bitcoin-bitcoin-cash-ethereum-litecoin-e-ripple/ https://www.criptoarena.com.br/noticias/bitcoin/eua-coinbase-vai-poder-custodiar-bitcoin-bitcoin-cash-ethereum-litecoin-e-ripple/#respond Wed, 24 Oct 2018 18:13:31 +0000 https://portaldobitcoin.com/?p=22903

O Departamento de Serviços Financeiros de Nova York (NYDFS) aprovou a criação de uma nova subsidiária da Coinbase, uma das maiores bolsas de criptomoedas do mundo. De acordo com a autorização publicada na terça-feira (23), a Coinbase Custody Trust Company LLC também foi autorizada a criar a Coinbase Trust, que vai oferecer serviço de custódia […]

O post EUA: Coinbase vai poder custodiar bitcoin, bitcoin cash, ethereum, litecoin e ripple apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

]]>

(Foto: Shutterstock)

O Departamento de Serviços Financeiros de Nova York (NYDFS) aprovou a criação de uma nova subsidiária da Coinbase, uma das maiores bolsas de criptomoedas do mundo.

De acordo com a autorização publicada na terça-feira (23), a Coinbase Custody Trust Company LLC também foi autorizada a criar a Coinbase Trust, que vai oferecer serviço de custódia para bitcoin, bitcoin cash, ethereum, ethereum classic, litecoin e ripple.

“A Superintendente de Serviços Financeiros, Maria T. Vullo, anunciou hoje que o NYDFS aprovou o pedido da Coinbase Custody Trust Company LLC, uma subsidiária integral da Coinbase Global”, diz a nota.

Vullo, que está no cargo há dois anos, onde uma de suas funções é de  proteger consumidores e mercados contra fraudes, disse que Nova York continua a ser líder na promoção e regulamentação de serviços financeiros que promova a inovação.

“A aprovação de hoje demonstra que o sistema regulatório estadual é o melhor espaço para supervisionar de maneira responsável a crescente indústria de tecnologia de ponta dentro de uma estrutura sólida e compatível”, disse Vullo, acrescentando que tudo sempre estará sob forte supervisão.

Asiff Hirji, presidente e diretor de operações da Coinbase, disse, segundo o comunicado, que a aprovação se deu pelo fato de a empresa ter um sucesso incomparável como custodiante de criptomoedas e que agora eles estarão nos mesmos padrões de outras instituições financeiras tradicionais que operam em Nova York.

“O NYDFS tem sido um forte defensor com seu apoio ao crescimento responsável do setor de criptomoedas”, ressaltou Hirji.

O surgimento do token da Ripple na lista de criptomoedas a serem custodiadas, chamou atenção, disse a Coindesk. Isso porque atualmente a Coinbase não oferece a XRP em nenhuma de suas plataformas de negociação.

Custódia de Bitcoin em alta

A aprovação do serviço de custódia da Coinbase surge quando várias outras startups de criptomoedas obtêm aprovação regulatória para oferecer serviços de custódia, incluindo BitGo, Northern Trust e Prime Trust, entre outros, segundo a Coindesk.

Na semana passada, os site também reportou sobre a Fidelity Investments que anunciou que lançaria um serviço de custódia de criptomoedas para suas 13.000 empresas de consultoria e corretores institucionais.

Em maio, a gigante do setor bancário japonês, Nomura Holdings, fez uma parceria com a fornecedora francesa de carteiras de criptomoedas Ledger e com a Global Advisors, que gerencia investimentos em bitcoin.

O plano é construir a Komainu, uma empresa de custódia.

O Citigroup também anunciou seus planos para entrar no ramo, enquanto há rumores de que a Goldman Sachs está considerando lançar seu próprio serviço de custódia.

Isso sem contar com a chinesa Xapo, que é atualmente a maior fornecedora de custódia de criptomoedas, conforme o Portal do Bitcoin reportou em maio deste ano.

Na ocasião, a empresa mantinha cerca de US$ 10 bilhões em bitcoin de empresas, investidores e escritórios em cinco continentes.


]]>
https://www.criptoarena.com.br/noticias/bitcoin/eua-coinbase-vai-poder-custodiar-bitcoin-bitcoin-cash-ethereum-litecoin-e-ripple/feed/ 0
Transferência de R$ 670 milhões em Ethereum paga apenas 20 centavos de taxa https://www.criptoarena.com.br/noticias/ethereum/transferencia-de-r-670-milhoes-em-ethereum-paga-apenas-20-centavos-de-taxa/ https://www.criptoarena.com.br/noticias/ethereum/transferencia-de-r-670-milhoes-em-ethereum-paga-apenas-20-centavos-de-taxa/#respond Mon, 22 Oct 2018 20:30:24 +0000 https://portaldobitcoin.com/?p=22792

Uma transação de 888.888 ETH, equivalentes a R$ 670 milhões, foi realizada na rede do Ethereum no último domingo (21) pagando uma taxa de apenas R$ 0,20. A transferência aconteceu no bloco 6556384 e já teve mais de 7 mil confirmações até o momento. A cena evidencia um dos casos de uso mais importante das criptomoedas: a […]

O post Transferência de R$ 670 milhões em Ethereum paga apenas 20 centavos de taxa apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

]]>

Uma transação de 888.888 ETH, equivalentes a R$ 670 milhões, foi realizada na rede do Ethereum no último domingo (21) pagando uma taxa de apenas R$ 0,20.

A transferência aconteceu no bloco 6556384 e já teve mais de 7 mil confirmações até o momento. A cena evidencia um dos casos de uso mais importante das criptomoedas: a remessa.

Segundo informações do NewsBTC, uma transferência de mesmo valor, se fosse feita através do PayPal, seria cobrado uma taxa de US$ 5,3 milhões. O Western Union, outro serviço de remessas globais, cobraria US$ 120 a cada US$ 3.000 transferidos. A taxa utilizada pela rede do Ethereum foi menor do que a que a necessária para enviar US$ 50 através do Western Union.

R$ 1 bilhão em Bitcoin e 16 centavos de taxa

Em junho deste ano, um usuário realizou uma transferência de 48.500 bitcoins e pagou apenas 0.00000675 BTC de taxa.

De acordo com a cotação do bitcoin na época, o usuário movimentou R$ 1,1 bilhão e pagou 16 centavos de taxa.

A transação rapidamente se espalhou pelas comunidades de criptomoedas no mundo, não apenas pela quantidade de bitcoin sendo movimentada mas sim pela eficácia em contornar um grave problema das altas taxas que o bitcoin passou.


]]>
https://www.criptoarena.com.br/noticias/ethereum/transferencia-de-r-670-milhoes-em-ethereum-paga-apenas-20-centavos-de-taxa/feed/ 0
Criador do Ethereum revela fortuna da fundação e lamenta termo ‘contratos inteligentes’ https://www.criptoarena.com.br/noticias/criador-do-ethereum-revela-fortuna-da-fundacao-e-lamenta-termo-contratos-inteligentes/ https://www.criptoarena.com.br/noticias/criador-do-ethereum-revela-fortuna-da-fundacao-e-lamenta-termo-contratos-inteligentes/#respond Wed, 17 Oct 2018 14:20:21 +0000 https://portaldobitcoin.com/?p=22416

Vitalik Buterin, criador e fundador do Ethereum, revelou em uma discussão com usuários do Twitter que se arrepende de ter usado o termo ‘smart contracts’ (contratos inteligentes) para definir o acordo na rede entre partes. Para ele, algo mais técnico e chato poderia ter sido adotado para descrever o serviço oriundo da plataforma. No Twitter […]

O post Criador do Ethereum revela fortuna da fundação e lamenta termo ‘contratos inteligentes’ apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

]]>

(Foto: TechCrunch/Flickr)

Vitalik Buterin, criador e fundador do Ethereum, revelou em uma discussão com usuários do Twitter que se arrepende de ter usado o termo ‘smart contracts’ (contratos inteligentes) para definir o acordo na rede entre partes. Para ele, algo mais técnico e chato poderia ter sido adotado para descrever o serviço oriundo da plataforma.

No Twitter ele disse:

Para ser claro, neste momento eu me arrependo de ter usado o termo ‘contratos inteligentes’. Eu deveria tê-lo chamado de algo mais chato e técnico, talvez algo como ‘persistent scripts’ (documentos permanentes), desabafou Buterin na tarde deste sábado (13).

O tweet foi direcionado aos usuários ‘CleanApp’ e ‘Karen Teoh’. Eles discutiam sobre as estruturas de governança e como os contratos inteligentes estão tendo que lidar com as implicações da vida real.

O usuário que representava a CleanApp havia criticado Buterin pelo termo. Ele disse que as criptomoedas deveriam estar longe de termos análogos à lei, à governança, pois ‘contrato’ é uma palavra do meio jurídico.

Ele ainda lembrou que o termo ‘crypto-law’, ‘lei das criptomoedas’, foi registrado há três anos no Yellow Paper do Ethereum, pelo programador Gavin Wood.

Usuários da comunidade do Ethereum também entraram na conversa e, aparentemente, não concordam com o termo, pois consideram que o blockchain do Ethereum tem sido referência em plataformas de contratos inteligentes.

Vitatik Buterin continuou: “Eu acho que ‘persistent scripts’, controlando ativos competem com o sistema legal em algumas margens. Portanto, é errado equivocá-los com uma filosofia específica de privatização do direito”.

“Apenas deixe a lei fora disso. Fale sobre direito natural e jurisprudência e qualifique-se mais com a experiência real, não citando um monte de livros didáticos sem o contexto da compreensão”, opinou Karen Teoh.

No entanto há quem seja a favor — ou pelo menos não se importa com o termo.

“Eu gosto de ‘stored procedures’ (procedimentos/processos armazenados), mas eu, pelo menos, não lamento a terminologia [do Buterin], tem sido uma grande oportunidade de aprendizado para todos”, disse o usuário Vlad Zamfir.

É provável que o termo persista, já que se tornaram palavras comuns associadas a blockchains, ao governo e ao cotidiano, onde são encontradas em praticamente todas as mídias, opinou o Bitcoinist.

O termo ‘contratos inteligentes’, que se tornou popular com o crescimento da rede Ethereum, foi citado pela primeira vez em 1994 por um cientista da computação americano e pioneiro do Bitcoin, Nick Szabo, que inventou uma moeda virtual conhecida como “Bit Gold” em 1998, dez anos antes da criação do Bitcoin.

Szabo definiu ‘contratos inteligentes’ como protocolos de transação informatizados que executam os termos de um contrato. Ele queria estender a funcionalidade dos métodos de transações eletrônicas, como POS (ponto de venda), para o mundo digital.

Quantos ethereum tem Vitalik?

Em meio a uma intensa discussão na tarde da última quarta-feira (10), no Twitter, Vitalik Buterin respondeu a acusações de um dos economistas mais famosos do mundo, Nouriel Roubini.

Professor da Universidade de Nova York (NYU), Roubini ficou famoso — e ganhou o apelido de ‘Dr. Doom’ — pelas previsões econômicas alarmistas, particularmente aquelas que antecederam a crise financeira de 2008 nos Estados Unidos e, consequentemente, no mundo.

Ele publicou um tweet sugerindo que Vitalik Buterin era um criminoso que roubou ¾ de todos os Ethereums disponíveis, tornando-se um “bilionário instantâneo”.

“Vitalik Buterin foi o cabeça junto com Joe Lubin da  criminosa venda na pré-mineração/golpe que criou o Ether. Eles roubaram 75% dos ethers criados e instantaneamente se tornaram ‘bilionários’ de uma falsa riqueza”, atacou Roubini.

Menos de 1 hora depois, Buterin se defendeu e desmentiu o economista:

“Eu nunca tive mais do que aproximadamente 0,9% de todos os ETH, e meu patrimônio líquido nunca chegou perto de US$ 1 bilhão. Além disso, tenho certeza de que não há leis que criminaliza a pré-mineração”.

Há tempos a suposta fortuna de Buterin era questionada e o cofundador da segunda maior criptomoeda do mercado nunca havia se manifestado antes.

Obviamente sua resposta a Roubini gerou muitos comentários da comunidade. O usuário ‘Dafar’ duvidou e desafiou Buterin a revelar outros números.

“O que você pessoalmente possui é o mesmo que a Fundação Ethereum possui?”, perguntou o usuário.

Buterin respondeu:

“A Fundação Ethereum só possuía aproximadamente 3 milhões [de ETH] e agora tem cerca de 660 mil;  o restante foi gasto em desenvolvimento”.

“Eu encontrei um cara que estava disposto a me pagar cinco bitcoins por artigo escrito para seu blog. Cada Bitcoin [à época] custava US$ 0,80. Para alguém ainda no ensino médio, com pouco dinheiro, eu pensei que tentar US$ 1,5 por hora poderia ser um salário bastante razoável”.

Mas os tempos de penúria ficaram para trás. Os trabalhos com Bitcoin o levaram à criação do Ethereum, e, aos 21 anos, ele se tornou uma celebridade do blockchain.

Um exemplo desse prestígio é que Buterin integra a lista “40 abaixo de 40”, da revista Fortune, que a cada ano elenca os maiores influenciadores globais com até 40 anos de idade.


]]>
https://www.criptoarena.com.br/noticias/criador-do-ethereum-revela-fortuna-da-fundacao-e-lamenta-termo-contratos-inteligentes/feed/ 0
Relatório do FMI aponta necessidade de regulação das criptomoedas https://www.criptoarena.com.br/noticias/relatorio-do-fmi-aponta-necessidade-de-regulacao-das-criptomoedas/ https://www.criptoarena.com.br/noticias/relatorio-do-fmi-aponta-necessidade-de-regulacao-das-criptomoedas/#respond Thu, 11 Oct 2018 13:39:06 +0000 https://portaldobitcoin.com/?p=22217

O Fundo Monetário Internacional (FMI) publicou na semana passada (9) o Relatório da Economia Mundial do mês de outubro. O documento cita o avanço da adoção das criptomoedas em diferentes ramos do mercado financeiro e sugere a regulação das empresas que operam com moedas digitais para manter a estabilidade econômica. A organização financeira, responsável por […]

O post Relatório do FMI aponta necessidade de regulação das criptomoedas apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

]]>

Conferência de membros do FMI (Foto: UN Financing for Sustainable Development/Flickr)

O Fundo Monetário Internacional (FMI) publicou na semana passada (9) o Relatório da Economia Mundial do mês de outubro. O documento cita o avanço da adoção das criptomoedas em diferentes ramos do mercado financeiro e sugere a regulação das empresas que operam com moedas digitais para manter a estabilidade econômica.

A organização financeira, responsável por prover crédito para infraestrutura internacional e amortizar dívidas externas de governos, mencionou o rápido crescimento do mercado de criptomoedas como um fator que poderia criar “novas vulnerabilidades no sistema financeiro internacional” conforme cada vez mais bancos adotam tecnologias blockchain.

Uma das principais preocupações do FMI é o grande volume de fraudes e roubos de criptoativos, o que poderia contribuir para a desestabilização de investidores e organizações financeiras.

FMI e criptomoedas

Uma análise do setor de Pesquisa Avançada de Risco da McAfee, publicada em setembro, calcula que foram roubados cerca de US$ 1,5 bilhão de dólares em criptomoedas nos últimos dois anos. O relatório do FMI menciona o risco de hackers para o mercado de moedas digitais:

Violações de cibersegurança e ataques a importantes infraestruturas financeiras representam uma fonte adicional de risco porque eles poderiam destruir sistemas de pagamento entre países e interromper o fluxo de bens e serviços. O crescimento rápido e continuado dos ativos digitais poderia criar novas vulnerabilidades no sistema financeiro internacional

O FMI e seus representantes já fizeram, anteriormente, declarações em relação ao fenômeno global dos criptoativos, alguns deles favoráveis: em abril, a diretora geral da instituição, Cristine Lagarde, fez um artigo em seu blog sobre o assunto. Para ela, a principal vantagem da tecnologia é a possibilidade de fazer transações com agilidade.

Embora ela reconheça os riscos relacionados a moedas digitais, ela sugere que os bancos ao redor do mundo se beneficiem das vantagens tecnológicas e ofereçam seus próprios tokens. Na publicação, ela escreveu:

[…]há esperança de que aplicações descentralizadas estimuladas pelos criptoativos resultem em uma diversificação do cenário financeiro, com mais equilíbrio entre prestadores de serviços centralizados e descentralizados, e um ecossistema financeiro mais eficiente e talvez mais robusto para resistir a ameaças.

Em fevereiro, Lagarde disse que a regulação das criptomoedas em nível global era “inevitável”, e deveria focar nas entidades que as comercializam, sempre verificando se estão “devidamente licenciados e supervisionados”.

Uma semana antes, representantes da França e Alemanha pediram a outros membros do G20 por uma ação regulatória conjunta de autoridades de cada nação, que deveria ser intermediada pelo FMI.


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil
Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br
Siga também o nosso Instagram com análises diárias.

Post Original

]]>
https://www.criptoarena.com.br/noticias/relatorio-do-fmi-aponta-necessidade-de-regulacao-das-criptomoedas/feed/ 0
Bitcoin cai 5% e outras criptomoedas despencam; Bitfinex suspende depósitos https://www.criptoarena.com.br/noticias/bitcoin/bitcoin-cai-5-e-outras-criptomoedas-despencam-bitfinex-suspende-depositos/ https://www.criptoarena.com.br/noticias/bitcoin/bitcoin-cai-5-e-outras-criptomoedas-despencam-bitfinex-suspende-depositos/#respond Thu, 11 Oct 2018 12:30:47 +0000 https://portaldobitcoin.com/?p=22316

Após algumas semanas de estabilidade, o bitcoin teve um forte movimento de baixa iniciado no final da quarta-feira (10). A criptomoeda, que estava sendo negociada acima dos US$ 6.600, caiu para próximo dos US$ 6.200 em um movimento que durou cerca de uma hora. No Brasil, o BTC também caiu e é negociado na faixa […]

O post Bitcoin cai 5% e outras criptomoedas despencam; Bitfinex suspende depósitos apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

]]>

(Foto: Shutterstock)

Após algumas semanas de estabilidade, o bitcoin teve um forte movimento de baixa iniciado no final da quarta-feira (10).

A criptomoeda, que estava sendo negociada acima dos US$ 6.600, caiu para próximo dos US$ 6.200 em um movimento que durou cerca de uma hora. No Brasil, o BTC também caiu e é negociado na faixa dos R$ 24.000.

Gráfico BTC/USD da Bitfinex

Nos últimos dias, o volume diário de negociação do Bitcoin diminuiu em mais de 23% para o seu ponto mais baixo em 2018.

No CoinMarketCap, o volume diário negociado de BTC caiu cerca de 23%, de US$ 4,2 bilhões para US$ 3,2 bilhões. No CoinCap.io, que filtra as exchanges suspeitas de ter volumes inflacionados, o volume de Bitcoins caiu de US$ 2,6 bilhões para US$ 2 bilhões, na mesma margem que o CoinMarketCap.

Com o forte movimento iniciado ontem, o volume do mercado voltou aos patamares anteriores.

Bitfinex paralisou depósitos

Segundo o site The Block, a Bitfinex, uma das maiores exchanges de criptomoedas do mundo, paralisou todos os depósitos em USD e “espera normalizar a situação dentro de uma semana”.

A ação se deu em resposta a diversas especulações que estavam rondando a empresa, que foi acusada de insolvência.

O The Block informou no sábado que a Bitfinex estava negociando com o HSBC através de uma conta privada da Global Trading Solutions. Porém, o HSBC não estaria ciente de estar com os ativos da corretora. Atualmente, a Bitfinex não possui um método ativo de depósitos, pois todos os depósitos em USD, EUR, JPY e GBP são pausados.

Criptomoedas operam em queda

Acompanhando o movimento do bitcoin, as principais criptomoedas do mercado operam em quedas ainda maiores. As responsáveis pelas maiores quedas são XRP, Bitcoin Cash e Ethereum. Do outro lado, o BTC apresenta a menor queda entre os 20 maiores criptoativos

Com uma queda superior das altcoins, o marketshare do bitcoin subiu para 54%. O valor de mercado total caiu quase US$ 20 bi e encostou nos US$ 200 bilhões.


Procurando o melhor lugar para fazer seus trades?

A Huobi, exchange líder em ativos digitais, chegou ao Brasil! Crie sua conta em menos de 1 minuto. Plataforma em português, mais de 150 altcoins, taxa de apenas 0,20%, liquidez e muita segurança, acesse: https://www.huobi.com/

Post Original

]]>
https://www.criptoarena.com.br/noticias/bitcoin/bitcoin-cai-5-e-outras-criptomoedas-despencam-bitfinex-suspende-depositos/feed/ 0
Análise Técnica Bitcoin 11/10/18 https://www.criptoarena.com.br/noticias/analise-tecnica-bitcoin-11-10-18/ https://www.criptoarena.com.br/noticias/analise-tecnica-bitcoin-11-10-18/#respond Thu, 11 Oct 2018 11:30:20 +0000 https://portaldobitcoin.com/?p=22313

O preço do Bitcoin rompeu abaixo de sua consolidação de curto prazo e caiu para o fundo do triângulo de longo prazo. Um rompimento negativo desta área poderia levar a uma queda para as mínimas em torno de US $ 5.800 ou uma continuação do movimento lateral. Os compradores ainda parecem estar defendendo esse piso […]

O post Análise Técnica Bitcoin 11/10/18 apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

]]>

O preço do Bitcoin rompeu abaixo de sua consolidação de curto prazo e caiu para o fundo do triângulo de longo prazo.

Um rompimento negativo desta área poderia levar a uma queda para as mínimas em torno de US $ 5.800 ou uma continuação do movimento lateral.

Os compradores ainda parecem estar defendendo esse piso para que outro movimento de alta possa acontecer, talvez levando a outra tentativa de rompimento.

Indicadores Técnicos

A média móvel de 100 períodos no gráfico de 4 horas ainda está acima da MM 200, indicando que o caminho de menor resistência está no lado positivo. Isso sugere que o suporte é mais provável de segurar do que ser rompido. Então, novamente, parece que as médias móveis estão simplesmente oscilando para sinalizar mais ação lateral. O preço está abaixo de ambos os pontos de inflexão dinâmica, no entanto, indicando que a pressão de venda está aumentando.

Um rompimento abaixo do fundo do triângulo de longo prazo pode gerar uma queda que esteja na mesma altura do padrão do gráfico. Um salto, por outro lado, poderia levar a outro teste da resistência e, possivelmente, uma tentativa de rompimento.

O estocástico está subindo, afinal, indicando que os compradores estão tentando recuperar a vantagem sem sequer ver condições de sobrevenda. O RSI ainda está apontando para baixo e sinaliza que os vendedores estão no controle, mas está se aproximando do território de sobrevenda. Virar para cima pode trazer compradores de volta.

  • A análise foi traduzida do site NewsBTC e não é uma indicação de compra ou venda.

BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil
Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br
Siga também o nosso Instagram com análises diárias.

Post Original

]]>
https://www.criptoarena.com.br/noticias/analise-tecnica-bitcoin-11-10-18/feed/ 0
Bitcoin e criptomoedas se mantêm estáveis; Analista acredita nos US$ 10.000 https://www.criptoarena.com.br/noticias/bitcoin/bitcoin-e-criptomoedas-se-mantem-estaveis-analista-acredita-nos-us-10-000/ https://www.criptoarena.com.br/noticias/bitcoin/bitcoin-e-criptomoedas-se-mantem-estaveis-analista-acredita-nos-us-10-000/#respond Wed, 10 Oct 2018 21:05:28 +0000 https://portaldobitcoin.com/?p=22307

O bitcoin continua operando estabilizado em torno dos US$ 6.600 nas principais corretoras internacionais. No Brasil, a cotação teve uma leve queda nos últimos dias e voltou aos R$ 25.000, acompanhando a desvalorização do dólar, que está sendo negociado a R$ 3,76. Nos últimos dias, o volume diário de negociação do Bitcoin diminuiu em mais […]

O post Bitcoin e criptomoedas se mantêm estáveis; Analista acredita nos US$ 10.000 apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

]]>

Foto: Shutterstock

O bitcoin continua operando estabilizado em torno dos US$ 6.600 nas principais corretoras internacionais.

No Brasil, a cotação teve uma leve queda nos últimos dias e voltou aos R$ 25.000, acompanhando a desvalorização do dólar, que está sendo negociado a R$ 3,76.

Gráfico do Índice de Preço do Bitcoin (IPB)

Nos últimos dias, o volume diário de negociação do Bitcoin diminuiu em mais de 23% para o seu ponto mais baixo em 2018.

No CoinMarketCap, o volume diário negociado de BTC caiu cerca de 23%, de US$ 4,2 bilhões para US$ 3,2 bilhões. No CoinCap.io, que filtra as exchanges suspeitas de ter volumes inflacionados, o volume de Bitcoins caiu de US$ 2,6 bilhões para US$ 2 bilhões, na mesma margem que o CoinMarketCap.

O volume caiu substancialmente ao longo desta semana porque o momento ainda é de incerteza e os investidores preferem esperar para ver qual caminho o bitcoin irá seguir.

Analista acredita no bitcoin em US$ 10.000

Spencer Bogart, sócio da Blockchain Capital, empresa de criptomoedas e blockchain, previu uma retração de alta no bitcoin e no resto do mercado de criptomoedas no “Fast Money” da CNBC. Segundo ele, o BTC está próximo de fim da época de baixa e pode fechar o ano acima dos US$ 10.000.

“No final do ano passado, quando estávamos no auge do mercado de alta, as más notícias pareciam não ter nenhum efeito sobre os mercados […] Agora nós [veremos] o outro lado disso quando temos uma semana de notícias com TD, Ric Edelman e Yale, e isso quase não afeta o preço”, disse Bogart.

O analista acreditava que o mercado não reagiria imediatamente a esses eventos, mas o capital institucional entrando indica o próximo movimento de alta. Os sentimentos aparecem em sintonia com os 54% dos players institucionais que, de acordo com uma pesquisa da Fundstrat, também acham que o bitcoin já chegou ao fundo.

Mercado parado

Os principais criptoativos do mercado também continuam operando estabilizados e com pouco volume de negociação. O destaque positivo semanal foi a TRON, com mais de 18% de valorização. Do outro lado, XRP desvalorizou quase 12%.

O valor de mercado das criptomoedas é de US$ 217 bi no momento, completando quase 20 dias no mesmo patamar.


Procurando o melhor lugar para fazer seus trades?

A Huobi, exchange líder em ativos digitais, chegou ao Brasil! Crie sua conta em menos de 1 minuto. Plataforma em português, mais de 150 altcoins, taxa de apenas 0,20%, liquidez e muita segurança, acesse: https://www.huobi.com/

Post Original

]]>
https://www.criptoarena.com.br/noticias/bitcoin/bitcoin-e-criptomoedas-se-mantem-estaveis-analista-acredita-nos-us-10-000/feed/ 0
Binance tira quatro criptomoedas da plataforma e preços despencam https://www.criptoarena.com.br/noticias/binance-tira-quatro-criptomoedas-da-plataforma-e-precos-despencam/ https://www.criptoarena.com.br/noticias/binance-tira-quatro-criptomoedas-da-plataforma-e-precos-despencam/#respond Wed, 10 Oct 2018 18:33:33 +0000 https://portaldobitcoin.com/?p=22286

A maior exchange de criptomoedas do mundo, a Binance, anunciou ontem a remoção dos tokens Bytecoin (BCN), ChatCoin (CHAT), Iconomi (ICN) e Triggers (TRIG). A empresa explica que a decisão foi tomada porque essas criptomoedas não se enquadram nos padrões de segurança necessários para sua manutenção no sistema da corretora. Em nota, a equipe da […]

O post Binance tira quatro criptomoedas da plataforma e preços despencam apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

]]>

A maior exchange de criptomoedas do mundo, a Binance, anunciou ontem a remoção dos tokens Bytecoin (BCN), ChatCoin (CHAT), Iconomi (ICN) e Triggers (TRIG). A empresa explica que a decisão foi tomada porque essas criptomoedas não se enquadram nos padrões de segurança necessários para sua manutenção no sistema da corretora.

Em nota, a equipe da Binance diz que avalia constantemente o comportamento dos desenvolvedores dos tokens em sua plataforma, bem como os riscos externos à segurança.

O documento informa que os critérios usados para a avaliação dos ativos digitais são o comprometimento da equipe de desenvolvedores com o projeto, a qualidade e nível de atividade no desenvolvimento, a estabilidade de rede e smart contract, o nível de comunicação e atividade com o público e evidências de conduta antiética ou fraudulenta.

Outros fatores que a equipe disse levar em consideração é a resposta enviada pelos desenvolvedores às avaliações periódicas, além da contribuição para um ecossistema de criptomoedas saudável e sustentável.

A Binance considerou que os tokens não se enquadram nesses critérios de qualidade, e, por isso, todas as negociações com essas criptomoedas foram encerrados na terça-feira (10) às 10h (UTC). Clientes que tenham negociações relacionados a esses tokens em processamento receberão suporte até quarta-feira (11) às 10h (UTC).

Efeito nas criptomoedas

Após o comunicado, a BCN, 30º lugar entre as maiores criptomoedas segundo o CoinMarketCap, é negociada a US$ 0,001721. A CHAT, 326º lugar, vale US$ 0,015926. A ICN, 139º lugar, é comercializada a US$ 0,363189. A TRIG, 492º lugar, foi a mais afetada, caindo 15,29% e sendo negociada a US$ 0,156275.

A Binance é conhecida por ter se tornado a principal exchange do mundo, apesar de fazer negociações apenas entre criptomoedas. A empresa superou as barreiras impostas pela China a exchanges ao expandir em várias partes do mundo, como Malta e a Coreia do Sul.

Em agosto, entretanto, a Binance se envolveu em polêmica com relatos de que a taxa para desenvolvedores de criptoativos inserirem seus tokens na plataforma custaria 400 BTC (US$ 2,5 milhões).

A companhia negou a informação, mas, em outubro, lançou a Binance Charity Foundation, projeto de caridade com a ONU que será financiado com o dinheiro das taxas de listagem.


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br
Siga também o nosso Instagram com análises diárias.

Post Original

]]>
https://www.criptoarena.com.br/noticias/binance-tira-quatro-criptomoedas-da-plataforma-e-precos-despencam/feed/ 0
Exclusivo: CEO da XDEX explica como vai funcionar a corretora de criptomoedas ligada à XP https://www.criptoarena.com.br/noticias/bitcoin/exclusivo-ceo-da-xdex-explica-como-vai-funcionar-a-corretora-de-criptomoedas-ligada-a-xp/ https://www.criptoarena.com.br/noticias/bitcoin/exclusivo-ceo-da-xdex-explica-como-vai-funcionar-a-corretora-de-criptomoedas-ligada-a-xp/#respond Wed, 10 Oct 2018 14:53:35 +0000 https://portaldobitcoin.com/?p=22287

A partir de novembro a XDEX, a exchange da XP Investimentos, começará a cadastrar os usuários na plataforma. A informação exclusiva foi revelada ao Portal do Bitcoin por Celina Ma, a CEO da corretora. A executiva vem de uma longa trajetória no mercado digital. Passou pela Mastercard, pela Mercado Pago, pela Rakuten Brasil e, no início […]

O post Exclusivo: CEO da XDEX explica como vai funcionar a corretora de criptomoedas ligada à XP apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

]]>

Celina Ma passou por empresas como Mastercard e Mercado Pago

A partir de novembro a XDEX, a exchange da XP Investimentos, começará a cadastrar os usuários na plataforma. A informação exclusiva foi revelada ao Portal do Bitcoin por Celina Ma, a CEO da corretora. A executiva vem de uma longa trajetória no mercado digital. Passou pela Mastercard, pela Mercado Pago, pela Rakuten Brasil e, no início do ano foi convidada para assumir a nova posição.

Na entrevista a seguir, feita por telefone, Ma detalha como vai funcionar o modelo de operação da plataforma. Além disso, afirma que a XDEX não faz parte da XP Investimentos. “É uma empresa dos sócios do Grupo XP e da empresa General Atlantic, que está fazendo seu primeiro investimento em criptoativos”.

Confira a conversa completa abaixo:

Como você chegou ao mundo das criptomoedas?
Tenho bastante experiência no mercado digital, onde estou desde 2011. Trabalhei focada tanto na parte de aquisição de clientes quanto no desenvolvimento de novos produtos e negócios. Passei pela Mastercard, Mercado Pago e antes de vir para cá eu estava na Rakuten, que já aceita criptomoedas como meio de pagamento. Eu já estava um pouco familiarizada com o assunto. No começo do ano, recebi o convite vir para a XDEX.

A taxa zero para transações com Bitcoin é promocional?
Não, ela será permanente.

Os pré-cadastros de novos clientes já estão sendo efetuados. Há uma data definida para o início das operações?
A gente prevê o início de novembro para iniciar a chamada dos primeiros da fila. Será chamada uma certa quantidade a cada dia até finalizar.

A XDEX diz que vai trazer 1 milhão de clientes para a plataforma. Em quando tempo esperam atingir essa marca?
A meta é chegar a 1 milhão de clientes no período de um ano.

Que tipo de cliente vocês estão mirando?
Se a gente olhar no mercado, existem dois ou três tipos de clientes: os Holders, que compram e esperam a valorização do ativo e não querem se preocupar com a custódia das criptomoedas; os Traders, que entram apenas para ter ganhos diários; e os Holders que compram e querem apenas armazenar suas criptomoedas. Por isso, a gente tomou uma decisão estratégica ao adotar um modelo em que o usuário não pode depositar ou resgatar de/ou para outras carteiras digitais. Nossos clientes no início vão ser os Holders que somente buscam a valorização do ativo e que esperam que a exchange faça a custódia das criptomoedas e também os Traders que querem uma plataforma avançada e de alta performance.

Se a plataforma está atrás dos Holders, porque ela não vai aceitar depósitos em bitcoin?
De fato, não vamos aceitar. Contudo, tem Holders que só querem estar expostos ao ativo e esperam a valorização. Fizemos uma pesquisa para entender o que o público espera quando entra em negociações de criptomoedas. E grande parte não quer ter essa preocupação de ter que fazer transferência para uma carteira digital. Essa pessoa espera que a exchange faça a custódia pra ele. Esse cliente só quer estar exposto a ativo.

Com quais bancos vocês vão trabalhar e quais bancos terão essa integração?
Neste momento, a gente vai trabalhar com o banco Daycoval e com o Original E depois a gente tem outros bancos também que a gente vai continuar a integração.

Se cliente quiser sacar dinheiro vai precisar ter uma conta nesses bancos?
Não, depois do cadastro o cliente poderá selecionar para qual a conta bancária que seu dinheiro será enviado. Então vai aparecer um campo do banco Daycoval para que ele insira os dados bancários do seu banco, que pode ser qualquer banco comercial. Ele então faz uma transferência via TED ou DOC. Não existe um valor mínimo. Se a pessoa transferir R$ 50 de sua conta Bradesco e enviou para a conta Daycoval da XDEX, o valor vai ser creditado na ‘conta gráfica’ do cliente na XDEX e assim que for creditado ele vai entrar na conta da exchange e vai visualizar que tem R$ 50 para começar a negociar criptomoedas. Então poderá comprar e negociar bitcoin ou ether. Se quiser vender os ativos, ele vende, esse valor vai para sua conta gráfica e então ele pede uma retirada. Quando ele fizer isso, a retirada só vai poder ser feita pela conta de mesma origem de titularidade.

Por que a corretora não vai negociar Bitcoin em si, mas contratos?
Desde que começamos, desenhamos todas as nossas regras políticas a partir do nosso compliance. Todo nosso modelo de negócios é baseado nas práticas econômicas vigentes das instituições financeiras. Queríamos criar uma exchange robusta e com alta segurança. Por conta disso, desenvolvemos todo o modelo para garantir que tivéssemos o monitoramento dessas operações. O programa que temos também é de prevenção à lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo. Por conta disso, desenvolvemos esse modelo em que não são permitidos depósitos e retiradas. Efetivamente, se o cliente compra ativos, tem esses ativos. Temos parcerias com bolsas de negociações com o mundo todo. E guardamos esses ativos em cold wallets. Quando o cliente compra, não pode retirar, mas tem esses bitcoins.

Vocês vão fazer essa custódia de Bitcoin e de Ethereum, por enquanto? Onde vocês vão negociar essas criptomoedas?
Temos parcerias com exchanges do mundo todo. Temos parcerias de um grande pool.

A carteira (Cold Wallet) será pública?
Nesse momento, não. Colocamos tudo em cold wallets como também multiassinaturas e tudo mais por uma questão de segurança. Não mostramos para o mercado.

Então, o cliente/mercado nunca vai saber de fato se vocês têm ou não essas criptomoedas?
Nós temos. Nós garantimos que, se o cliente comprar e vender, vai conseguir emitir a ordem de compra ou de venda.

A XDEX foi anunciada oficialmente pelo presidente da XP Investimentos. Ao mesmo tempo, o sócios são da XP, além desse fundo de private equity. Então, grosso modo, podemos falar que é uma empresa da XP Investimentos, certo?
É dos sócios, pessoas físicas, da XP. Mas não é da XP.

Mas o endereço XDEX é o mesmo endereço da XP. Funcionam no mesmo prédio.
Isso, porque os sócios são investidores. Então acabamos ficando no mesmo endereço.

Mas é uma sala separada?
Isso. Uma sala separada na qual só os colaboradores da XDEX têm acesso.

49,9% da XP Investimentos é do Itaú. Houve uma negociação com o Itaú para a abertura da XDEX?
Não. Nesse caso, como é um investimento dos sócios pessoa física, no caso, da XP, foi decidida a entrada apenas dos sócios da XP. Então, não teve envolvimento do Itaú.

Post Original

]]>
https://www.criptoarena.com.br/noticias/bitcoin/exclusivo-ceo-da-xdex-explica-como-vai-funcionar-a-corretora-de-criptomoedas-ligada-a-xp/feed/ 0